SERTAO LIVRE

Bolsonaro promete revogar regulamentações para destravar Estado

Bolsonaro promete revogar regulamentações para destravar Estado
Foto: José Cruz/Agência Brasil

De folga na Restinga da Marambaia (RJ), região de praia administrada pelas Forças Armadas, Jair Bolsonaro (PSL) publicou em suas redes sociais, nesta segunda-feira (24), mensagem em que promete uma rápida revogação de regulamentações que, segundo ele, só servem para arrecadar recursos e atravancar o crescimento econômico.  

O presidente eleito não deu exemplos, porém, sobre quais áreas se referia, especificamente.  

“Inúmeras regulamentações em todos os setores que só servem para arrecadação e entraves de desenvolvimento, sem nenhum retorno prático ao cidadão, irão ser revogadas rapidamente em meu governo”, escreveu, na postagem.   

Seguindo a linha de campanha e da sua equipe econômica, comandada por Paulo Guedes, Bolsonaro afirmou ainda que “menos interferência do Estado significa melhores condições de vida ao Brasileiro.”

O presidente eleito toma posse em Brasília, no próximo dia 1º.  

Durante a campanha e após ter vencido a disputa eleitoral, Bolsonaro e sua equipe já manifestaram propostas no sentido contrário a algumas regulamentações existentes.  

Uma das medidas anunciadas é a criação da “carteira verde e amarela”, que funcionaria paralelamente à atual carteira de trabalho, mas que asseguraria apenas direitos constitucionais, como férias remuneradas, 13º salário e FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço).  

O presidente eleito é favorável ao aprofundamento da reforma trabalhista aprovada na gestão Michel Temer, que alterou vários pontos da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), atendendo a bandeiras históricas do empresariado.  

“No que for possível, sei que está engessado o artigo sétimo [da Constituição], mas tem que se aproximar da informalidade”, disse Bolsonaro, por exemplo, em reunião fechada com parlamentares do DEM no último dia 12.   

A equipe comandada por Paulo Guedes também tem manifestado o desejo de desonerar de forma generalizada a folha de pagamentos das empresas, assim como a redução tarifas da indústria e abertura comercial gradual, na linha do discurso da tentativa de melhora do ambiente de negócios.  

Bolsonaro também tem como uma de suas promessas de campanha a flexibilização de exigências ambientais para obras, entre outros pontos.  

A declaração de que menos interferência do Estado representa mais ganhos para a população vai na linha da promessa da equipe de Guedes de privatizar ou liquidar estatais.  

 

Related Articles

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: